Caro leitor,

Conheça Jorge C., de 75 anos, um avô de três netos, morador da capital paulista.

Semana passada, ele comemorou uma conquista. Cruzou a linha de chegada após correr 10 quilômetros ao lado do neto caçula.

Deixou para trás uma vida marcada por uma ameaça recorrente.

Se não vencesse o COLESTEROL, o destino seria tomar Sinvastatina a vida toda, viver com DORES NAS JUNTAS, CANSAÇO PROFUNDO e sempre com aquela FALTA DE DISPOSIÇÃO para o trabalho, família e diversão.

– Já Márcia E. venceu a angústia que tinha de reuniões e acaba de abrir o negócio próprio.

Até ali, todos os seus planos profissionais eram vencidos pela enxaqueca dilacerante, pela náusea constante e pela dor sem fim que a impediam de levantar da cama.

– Dora G. venceu uma dor sem nome e agora contabiliza vitórias semanais.

Está na 36ª comemoração, tempo que espera o filho Davi.

Nos últimos dez anos, foram dois abortos espontâneos, um casamento arruinado e incontáveis frustrações acumuladas.

A medicina típica chama este conjunto de sintomas de infertilidade. Dora batizou de passado sombrio.

– Por fim, Victor S. vai comemorar o seu aniversário com festa, pompa e circunstância.

A intensa experiência de solidão contrasta com seus só 8 anos de vida.

O garoto viveu regido pela hiperatividade, agressividade e o isolamento escolar.

Não tinha amigos para o assistirem apagar as velas colocadas em cima do bolo até que… tudo mudou.

E ele decidiu celebrar.

Talvez, para você, as histórias reais aqui apresentadas pareçam desconectadas.

Mas o elo entre a festa infantil, a gravidez desejada, o negócio firmado e a corrida de rua cumprida apresentam um inimaginável ponto em comum.

Para se tornarem históricos de superação, todos eles precisaram tirar um ÚNICO item de sua alimentação.

Alimentação??????

Acompanhe que eu vou explicar.

A solução para 100 trilhões está em 44

Todos os meses, dezenas de pacientes chegam ao consultório da Dra. Denise Carreiro sem entender as razões de seus sofrimentos crônicos.

Sofrimentos estes que aparecem na forma de insônia, enxaqueca, depressão, dermatites, fadiga inexplicável, recorrentes infecções urinárias, dores, diabetes, infertilidade.

Há quem carregue autismo e também déficit de atenção.

São chamados de os “sem diagnóstico”.

Pessoas que vão a vários médicos sem descobrirem o porquê da doença, sofrimento e condição.

A cada ida, um remédio para alívio dos sintomas é fornecido, mas dias depois lá está. O problema reaparece.

Você se reconhece?

Esses pacientes normalmente chegam à Dra. Denise por recomendação do tipo boca a boca (“essa doutora pode lhe ajudar”).

Mas muitos vão sem acreditar que a alimentação poderá resolver o seu problema.

O que nunca foi dito a eles é que 60% das doenças são diretamente causadas por deficiências nutricionais.

E as 40% restantes podem ser prevenidas por meio da alimentação segura, como me explicou Dra. Denise.

Impressionante, não?

Sabe aquela enxaqueca que fazia a Márcia E. não conseguir sair do quarto escuro e quase a levou direto para a falência?

E o colesterol que não controlava por nada deste mundo e ameaçava o dia a dia do Jorge?

Então…

Muitas vezes, achamos que a dor latejante é sinal do cansaço, falta de sono, nervosismo, horas no computador…

Ou simplesmente consideramos que nascemos condenados a ter aquela doença crônica.

Na verdade, na maior parte das vezes essa dor e estes adoecimentos são pedidos de socorro de um organismo com desequilíbrio nutricional.

Você nem deve imaginar. E talvez seus quilinhos a mais te enganem.

Mas hoje todas as pessoas que eu conheço estão DESNUTRIDAS!

Isso mesmo.

O nosso organismo é formado por 100 trilhões de células.

Você não leu errado:

100.000.000.000.000

E todas elas dependem de apenas 44 nutrientes essenciais para funcionarem bem.

E o que são esses nutrientes essenciais?

São os carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas ( A, D, E, K…), sais minerais (ferro, cobre, zinco…), fibras e água.

Só que ao mesmo tempo em que não estamos investindo nestes 44 nutrientes capazes de salvar uma vida, todos nós estamos consumindo em excesso substâncias EXTREMAMENTE TÓXICAS.

E, posso apostar: você nem imagina que estas substâncias estão te adoecendo tanto.

O seu caso agora é o meu

Vejam estas histórias.

A Dra. Denise pediu para que nossos leitores exclusivos contassem seus casos de doença sem solução.

Olha só os relatos que nossa equipe recebeu:

“Não encontro solução para meu problema de alergia (sinusite/rinite) que dispara crises de asma quase diárias. Não só eu, mas vejo meus filhos seguindo pelo mesmo caminho. Por favor, preciso saber se vocês falarão a respeito, pois não posso esperar por mais soluções demoradas.”

Nayara A.

 

“Olá, Denise. Minha mulher sofre sempre com a “candidíase”. Nós lutamos com isso frequentemente. Quase todo mês minha esposa é acometida por essa “chatice”. Por isso, te pergunto: é possível combater isso de alguma forma?”

Dionísio F.

 

“Desde 2008 eu sinto uma dor que não passa. Do pescoço para baixo dói tudo. Eu já fui a médicos de várias especialidades e nenhum resolve. Uns me passaram um anti-inflamatório e tem uns que me dão olhares desconfiados. Mas eu não estou mentindo, eu sei que sinto dor. Me ajude, por favor”

João Carlos A.

 
Imediatamente quando eu vi estes e-mails lembrei das histórias do Jorge C., da Márcia E., da Dora e do garoto Victor que eu conheci há pouco tempo.

Lembrei também sobre como eu conheci a Dra. Denise.

Meses atrás, médicos e nutricionistas participavam de um congresso sobre alimentação.

A Dra. Denise Carreiro foi uma das convidadas a subir ao palco para falar sobre sua história com os pacientes.

Ela jamais imaginou a reação das pessoas que estavam ali.

Eram médicos, nutricionistas e profissionais da saúde.

“Toda manifestação de doença é alimentar”, ela começou sua palestra.

Denise sabe que a genética determina o lugar onde a doença vai se manifestar, mas o gatilho é sempre alimentar.

Você já pensou na sua saúde a partir dessa perspectiva?

Acredito que não.

Mas para mim, assim que ouvi essa frase muitas coisas fizeram sentido.

Como eu te disse, para que as 100 trilhões de células funcionem em harmonia, precisamos alimentá-las da forma correta.

Alimentação é um assunto sempre debatido, afinal, comemos algumas vezes por dia, todos os dias de nossas vidas.

Mas se toda manifestação de doença é alimentar, então estamos fazendo algo errado?

A cara de espanto dos profissionais de saúde que participavam daquela palestra não intimidou a Denise. Muito menos as insistentes questões ao final do encontro.

Ela já está acostumada com esse ceticismo.

Mas seus pacientes provavam o contrário.

Somos diariamente influenciados por informações publicitárias, jornalísticas e até científicas que não têm responsabilidade e nem compromisso com o nosso bom funcionamento orgânico.

Pior.

Isso nos distanciou de nutrientes realmente transformadores que, por meio de trocas simples, poderiam voltar a proteger o nosso corpo e combater os nossos sintomas. Sejam estes sintomas quais forem.

Foi isso que a Denise descobriu depois de anos pesquisando sobre alimentos.

Mas quem é Denise e o que ela faz?

Ela é dessas pessoas anônimas que com seu trabalho e pesquisa, salva vidas todos os dias. Mas no mundo científico a coisa é diferente.

Denise Carreiro é formada em Nutrição pela USP (Universidade de São Paulo) e pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional.Autora de 11 livros, é professora de cursos de pós-graduação e atende em consultório próprio há 25 anos.

Ela foi a pioneira na pesquisa sobre a influência do glúten, leite, açúcar e outros alimentos no processo de adoecimento crônico da população e com isso hoje é possível:

    • ✓ Superar todas as doenças que terminam com ite (rinite, sinusite, gastrite)…
    • ✓ Combater os principais sintomas de doenças do coração, diabetes, AVC…
    • ✓ Eliminar a necessidade de tomar remédios que tem efeitos colaterais.

 
E você também pode conseguir mudar completamente sua saúde AGORA…

FILHOS e EUREKA

Não foi no consultório que Denise teve seu grande momento de Eureka.

Seus dois filhos, quando crianças, sofriam com severas alergias.

O mais novo apresentava como manifestação alérgica a rinite, a bronquite e o comportamento hiperativo e até agressivo.

Já a mais velha sofria com amigdalites, otites e resistência à insulina, o primeiro passo do diabetes.

As doenças teimavam em aparecer apesar do cuidado em alimentá-los com o que SEMPRE lhe ensinaram que era saudável.

No cardápio do dia a dia, tinha muitas verduras, legumes e frutas.

Mesmo assim eles não melhoravam, sem que ela soubesse o porquê.

Isso obrigava-os a fazer diversas visitas a médicos e a tomar vários medicamentos para as crises alérgicas.

Foram tantos remédios que o seu filho até desenvolveu alergia ao antialérgico.

Inconformada com isso, Denise passou a pesquisar e a estudar incessantemente o que de fato poderia ajudar os seus filhos, já que sempre acreditou que somos resultados dos nutrientes dos alimentos que ingerimos.

Com suas descobertas, adotou uma nova rotina alimentar na sua casa.

Com apenas UM mês de mudança simples na alimentação, o resultado obtido foi espantoso.

As duas crianças não apresentavam mais os problemas que por uma década os atacaram.

Os resultados a incentivaram a buscar mais informações sobre o melhor e mais seguro processo de nutrição do organismo.

Denise tornou-se uma profissional de referência na prevenção, tratamento e solução de doenças por meio da alimentação.

E que questiona a indústria de alimentos, a indústria farmacêutica e muitos médicos tradicionais.

A partir daí uma porta se abriu.

Além de seus filhos, outras pessoas foram sendo curadas uma a uma.

A cura, tão simples e inofensiva, pode ser conquistada por qualquer pessoa.

E você também pode.

Digo isso porque eu não acredito que existam problemas sem solução e que você é condenado a sofrer pelo resto da vida.

Com a Denise, eu aprendi a importância de investir no consumo adequado de 44 nutrientes.

Não só isso.

Também fui informado sobre os venenos inflamatórios que consumia todos os dias sem nem saber o quanto eram letais.

Lembra da Márcia E. e sua enxaqueca aterrorizante e limitadora?

Pois então.

Quando ela iria imaginar que a dor tinha origem em seu café da manhã?

Ela sempre inaugurava seus dias seguindo um cardápio tido como saudável.

Torrada mil grãos, queijo branco e peito de peru. Um copo de leite gelado.

Ali estava a origem de todo o seu processo inflamatório e dolorido.

Remédio para uns, amargo veneno para outros

Mas como um único alimento pode influenciar tão diretamente o nosso estado de saúde?

Como a simples torrada mil grãos, o peito de peru ou o queijo branco do café da manhã podem trazer danos físicos, mentais e até emocionais para algumas pessoas?

Sempre foi dito – pelos médicos e pela mídia tradicional – que esses eram alimentos certos para quem quer ser saudável.

Ledo engano. Há mais de 2.500 anos, Hipócrates, o pai da medicina, já dizia:

“O alimento que para uns é remédio, é para outros um amargo veneno.”

E é isso mesmo.

Hipócrates viveu saudável por 70 anos em uma época em que as pessoas mal chegavam aos 40.

Quando nós comemos, o sistema digestivo trabalha para liberar todos os nutrientes que formam o alimento.

Mas se o nosso organismo não conseguir digerir a proteína de algum alimento, no final da digestão teremos proteínas mal digeridas associadas, substâncias estranhas às quais o corpo precisa se defender.

Essas proteínas mal digeridas entram no organismo e se ligam aos anticorpos, formando imunocomplexos, que ficam circulando pelo corpo.

Quando esses imunocomplexos se localizam em alguma parte do organismo, substâncias chamadas de pró-inflamatórias vão atrás para combatê-los, podendo gerar ali um processo inflamatório.

E o que são essas inflamações?

São as famosas “ites” que tanto te perseguem: rinite, sinusite, bronquite, cistite, tireoidite, amigdalite, artrite, dermatite…

Não só isso.

Essas substâncias pró-inflamatórias também podem ir parar no sistema nervoso central e excitar as células nervosas, o que pode levar a danos como enxaqueca, falta de concentração e hiperatividade.

Ao excitar as células nervosas, o organismo pode também ter queda de serotonina, levando a problemas emocionais como ansiedade e depressão.

TODOS esses são exemplos de sintomas e doenças que têm como causa reações a algum tipo de alimento que você está ingerindo.

Muitas vezes, é um alimento com cara de saudável que está ameaçando a saúde do seu filho ou neto.

Quando aprendi isso, me senti na obrigação de buscar quem pudesse trazer qualidade de vida para mim e para os leitores da Jolivi.

Queria que as pessoas tivessem acesso a boas recomendações práticas e a dicas efetivas sobre alimentação saudável sempre.

Mas não com qualquer especialista.

Eu buscava alguém que soubesse e praticasse de fato uma outra forma natural de tratamento.

No entanto, a grande maioria dos nutricionistas que encontrava – muitos deles badalados e com clientes famosos – trabalhavam pensando na contagem de calorias e no cardápio fitness.

E não na prevenção e no tratamento de doenças por meio dos nutrientes dos alimentos.

Foi então que assisti a uma palestra da Denise Carreiro.

Resolvi ler seus livros, e conhecer a história de alguns dos milhares de pacientes, que ela transformou a vida por meio da alimentação.

Suas descobertas me chocaram e eu sabia que precisava espalhar os seus conhecimentos.

Vidas dependiam disso.

Imagine nosso corpo como um carro.

É preciso usar um combustível de qualidade, água para refrigeração, lubrificante adequado, cuidar da limpeza do motor.

Qualquer falha nesses cuidados pode provocar uma trágica pane no carro.

Com o nosso organismo, uma máquina muito mais sofisticada, é igual.

Qualquer carência ou excesso de um dos 44 nutrientes essenciais pode provocar sintomas ou mesmo doenças físicas, mentais e emocionais.

Daí, surgem problemas que vão da asma à hipertensão, da insônia à depressão.

E, se você não souber onde está o desequilíbrio, continuará tratando os sintomas, sem nunca eliminar a causa.

E se continuar consumido os alimentos tóxicos com cara de saudáveis também não vai sair dessa.

PELO RESTO DA SUA VIDA.

Condenado a tomar medicamentos que tratam a dor de cabeça, mas lhe dão dor de estômago. Ou tratam o seu estômago, e lhe dão anemia.

Você já viu que a Denise curou seus filhos de doenças que os atormentaram por anos.

Mas não foram só eles.

Centenas de pacientes que passaram por seu consultório, os “sem diagnóstico” também tiveram suas doenças revertidas com simples mudanças na sua alimentação.

Como isso vai mudar sua vida?

Como vimos, a resposta para os seus problemas de saúde pode estar naqueles 44 nutrientes.

E PARA QUE ELES TRAGAM O EFEITO DESEJADO, É PRECISO RETIRAR UM OU OUTRO ITEM DA SUA DIETA.

Márcia E. mudou o café da manhã para vencer a enxaqueca.

Victor trocou o lanche da escola para conseguir combater a hiperatividade.

Dora repensou o almoço e superou a infertilidade.

Jorge combateu o cansaço com um novo pacto com o jantar.

Mas, calma lá, vamos antes deixar claro.

Alimentação saudável NÃO são calorias, dietas da moda, emagrecimento e whey protein, como costuma aparecer na mídia.

Nem condicionar os problemas a um falso vilão, como é o caso do ovo.

Alimentação saudável é garantir que o corpo receba e absorva todos os 44 nutrientes essenciais, sem carência e nem excesso.

Segundo o último estudo do IBGE, mais de 90% dos brasileiros consomem menos frutas, legumes e verduras do que deveria, resultando em uma dieta pobre em nutrientes.

E a falta de qualquer nutriente, mesmo em quantidades mínimas, pode trazer sérios transtornos ao corpo.

Vou lhe dar mais um exemplo.

A insuficiência de magnésio pode deixar o corpo suscetível a problemas de saúde, como cansaço, depressão, hipertensão, mialgias, osteoporose, predisposição ao estresse, entre muitos outros.

E onde você encontra o magnésio?

As melhores fontes são os legumes, sementes, nozes, cereais integrais, tofu e vegetais de folhas escuras.

Já peixes, carne bovina, produtos lácteos e alimentos refinados são pobres em magnésio.

Por sua vez, a falta de vitamina A pode trazer outros prejuízos ao organismo.

Essa vitamina tem ação antioxidante e desempenha um papel fundamental no desenvolvimento de ossos e dentes, manutenção da visão e no funcionamento adequado do sistema imunológico.

A carência dela no corpo pode causar cegueira noturna e até levar à cegueira permanente. Outros sintomas da falta de vitamina A são o endurecimento dos revestimentos dos pulmões, intestino e do trato urinário, além de deixar a pele mais suscetível a infecções, como micoses.

E a vitamina A pode ser encontrada em produtos de origem animal e óleo de peixe, além de alimentos com betacaroteno, como cenoura, batata-doce, manga e abóbora.

Sabe aquela insônia que te assombra toda noite?

Ou o cansaço constante que não passa mesmo com muitas horas de sono?

As amigdalites, sinusites e otites recorrentes que te levam ao pronto-socorro?

Ou até aquela embaraçosa falta de vitalidade na cama?

A resposta para todos esses sintomas e doenças – esses que você nunca soube qual era a causa – estão no seu prato.

Mas é preciso estar bem informado para saber o que comer.

Você pode achar que faz boas escolhas, mas veja abaixo algumas verdades sobre os alimentos.

Os “lobos em pele de cordeiro” da alimentação

Se fosse para você apontar qual é o mocinho e o bandido, já sabe a sua escolha?

Aposto que escolheu errado.

Muitos alimentos que a indústria alimentícia prega como nutritivos e benéficos estão, na verdade, pondo em risco à sua saúde e destruindo os bons resultados de uma alimentação equilibrada.

Refrigerante e suco de caixinha têm dosagens de açúcar artificial semelhantes

Chocolate e Barra de cereal também

Batata chips e Torrada Light?

AMBAS são prejudiciais ao organismo, pois são ricas em gorduras saturadas, gorduras trans, sódio, além de aditivos neurotóxicos.

Só que a segunda você come achando que é saudável e a primeira você até evita. Porém pensa que o único mal que ela acarreta são quilos extras na balança.

Mas saiba: os dois tipos de alimentos têm acrilamida – uma perigosa substância química classificada como cancerígena.

Sim, é verdade.

A acrilamida não é algo que se adiciona aos produtos.

Essa substância é produzida naturalmente quando alimentos ricos em carboidratos são processados a temperaturas acima de 120º C – e não importa se eles são fritos, assados ou cozidos.

Há vários alimentos considerados fit com taxas preocupantes dessa substância e reduzir o seu consumo é extremamente necessário.

E isso não está no rótulo. Você pode estar consumindo acrilamida e nem sabe disso…

Torradas, biscoitos de água e sal, as barras de cerais e a soja são só alguns dos alimentos promovidos a saudáveis pela indústria alimentícia e pela mídia tradicional.

Há muitos outros “lobos em pele de cordeiro” escondidos nos balcões de supermercado.

Você pode estar pensando: porque meu médico nunca me fala sobre isso?

Boa pergunta! E acreditamos que é exatamente por isso que tantos profissionais da saúde frequentam as palestras da Dra. Denise.

Ela sempre está indo contra a “zona de conforto” da medicina tradicional. Desafiando hipóteses antigas e indo contra as receitas de remédio.

Aqui na Jolivi estamos sempre em busca de novas soluções que por serem tão simples, acabam surpreendendo e irritando muitos médicos.

Vamos abrir os seus olhos, seu apetite e sua consciência sobre o valor de uma verdadeira boa alimentação.

Você vai se empoderar com nossas recomendações e mudar o rumo da sua saúde naturalmente e de forma simples.

É por isso que hoje estou lançando nosso 2◦ produto Premium, também inédito no mercado brasileiro.

Algo que pode salvar sua vida e eliminar a preocupação de gastar suas economias com saúde na aposentadoria.

Nem Dukan, nem Mediterrânea, apresentamos o

 
Alimentação saudável não é sinônimo de:

A dieta correta é aquela que lhe ajuda a prevenir e a tratar os problemas de saúde.

Por isso, é com muita satisfação que lançamos hoje o Remédio Natural para esta exclusiva lista de interessados.

Este é um produto que você não vai encontrar nas prateleiras das farmácias e nem no consultório do seu médico de confiança.

Ele está sendo disponibilizado somente para esta lista de leitores.

No Remédio Natural, a consultora e Dra. Denise Carreiro e nossa equipe de editores, trarão a você recomendações precisas e práticas para que os alimentos ocupem o papel de melhores medicamentos.

Sem efeitos colaterais, nem dependência química.

Aqui, não daremos falsos caminhos para você ficar com o corpo do galã ou da mocinha da novela, nem dietas mirabolantes que só prejudicam a sua saúde.

Estes não são os objetivos dessa assinatura anual.

Nosso conteúdo é para quem quer garantir um envelhecimento saudável, evitando e combatendo naturalmente as principais doenças crônicas da atualidade, como:

  • ✓ Diabetes
  • ✓ Enxaquecas
  • ✓ Alzheimer
  • ✓ Infarto
  • ✓ AVC
  • ✓ Câncer
  • ✓ Impotência Sexual

Além disso, nossas recomendações em saúde natural farão com que você:

Não daremos um cardápio padrão que costuma ser distribuído pelos nutricionistas, ou que você encontra em revistas de boa forma, com receitas nada práticas que te pedem horas na cozinha.

Muito pelo contrário.

Ao seguir as nossas recomendações você fará as mudanças necessárias, que iminentemente o ajudarão a combater doenças e garantirão seu bem-estar

Nossos relatórios lhe mostram, dentre outros assuntos, estes 3 principais eixos:

  • 1) Como os nutrientes afetam seu corpo
  • 2) Quais são as consequências e os danos das más escolhas alimentares
  • 3) Quais as recomendações práticas para o seu dia-a-dia

Este conteúdo lhe colocará no controle da sua saúde.

E nunca mais o deixará sujeito a modismos e às propagandas da indústria alimentícia, que o induzem ao erro, sem mesmo que você perceba.

E para que você não esteja sozinho nessa jornada, colocaremos a nossa equipe de editores e a renomada nutricionista e Dra. Denise Carreiro ao seu lado.

É como ter uma nutricionista de mãos dadas com você, sem fila de espera, por menos do que você gasta por mês com barras de cereal e bolachas integrais.

Corte seus gastos com saúde

E seu sofrimento.

Uma pesquisa americana descobriu que, ao identificar alergias e sintomas relacionados aos alimentos de pacientes, os custos desses pacientes com medicações diminuiu 50% em um ano.

Isso é surpreendente!

Com as mudanças alimentares feitas por esses pacientes, seus sintomas mais graves foram extintos e consequentemente a necessidade de comprar remédios para aplacá-los.

E é por isso que eu quero chamar sua atenção para o Remédio Natural.

É sua chance de parar de tratar a dor com remédios, só para que ela volte daqui a algumas horas.

Uma oportunidade de eliminar finalmente a verdadeira causa das suas doenças, mais rápido do que você jamais imaginou.

Mas, afinal, o que vem no Remédio Natural?

A assinatura anual contempla:

  • 1 Relatório todos os meses com recomendações exclusivas – em linguagem simples – sobre o poder dos alimentos no combate e na prevenção de doenças
  • Vídeoaulas da Dra. Denise Carreiro sobre a ação dos nutrientes e dos alimentos funcionais no seu corpo e na sua mente
  • Receitas culinárias exclusivas e práticas, produzidas pela especialista Juliana Carreiro;
  • Monitorias via Webinar, todos os meses, para que você possa tirar dúvidas sobre sua alimentação e escolher os temas das próximas edições.

Muitos dos nossos leitores, através de suas dúvidas enviadas, nos guiam nas próximas edições dos relatórios.

Veja o que disseram alguns deles em e-mails recentemente recebidos por nossa equipe:

“Olá Daniel.
Tenho diabetes tipo 2. Sempre que vou ao cardiologista saio com uma receita de Glifage. Ele nunca me oferece nada diferente. Meu caso tem solução natural?”

David M.

 

“Bom dia amigos da Jolivi. Minha mãe sofre de esclerose múltipla e já faz uso de Vitamina D no tratamento. Gostaria de saber se existem alimentos específicos para ajudar no caso dela.
Obrigado.”

Karina O.

 

David e Karina, não somente para os casos de vocês, mas também para várias outras enfermidades existem soluções nutricionais simples e eficientes. Demos alguns pequenos exemplos há alguns minutos atrás.

E nas edições do Remédio Natural vamos ainda mais fundo.

Mas afinal, quanto custa para aderir ao plano?

  • ☞ Onde você poderá tirar dúvidas sobre sua alimentação 1 vez por mês.
  • ☞ E que lhe dá acesso a uma nutricionista que ensina médicos renomados a tratar doenças através da alimentação?

Você já percebeu a importância deste nosso serviço.

Não dá mais para entregar sua saúde à sorte.

Ela é seu maior patrimônio, e você merece curtir sua aposentadoria, viajar e cuidar de seus netos sem se preocupar com um leito de hospital no futuro.

Tenho todo o respaldo técnico da Dra. Denise Carreiro, e confio muito no trabalho dela.

Investiremos todo o nosso tempo para que você tenha um mapa completo do que há de mais eficiente no combate a doenças através da nutrição.

Sua única tarefa será ler os relatórios uma vez por mês e seguir as nossas recomendações.

Você certamente já percebeu a relevância de tudo isto e talvez imagine que cobraremos uma fortuna para que você tenha acesso.

De jeito nenhum. Eu quero que você vença esta guerra.

Portanto, este material tem que chegar ao maior número de pessoas possível, por isso preparamos uma condição muito especial para esta oferta.

O preço regular do Remédio Natural é de R$ 190,80.

Mas quero lhe propor algo mais vantajoso, afinal você faz parte da lista exclusiva de interessados.

Especialmente hoje e somente para esta lista exclusiva, você confirmará sua assinatura do Remédio Natural por apenas R$ 12,90 por mês no plano anual, no pagamento em cartão de crédito à vista.

Dentro de um par de semanas, quando você perceber que sua disposição aumentou e que suas dores já não incomodam mais, saberá que esta assinatura terá sido o melhor investimento da sua vida.

Por isso, o melhor momento para aderir à nossa série é agora.

QUERO ASSINAR

E, se por qualquer motivo você não sentir os efeitos no seu corpo com as recomendações do Remédio Natural, basta solicitar a interrupção da assinatura, durante os primeiros 30 dias, e terá todo seu dinheiro reembolsado.

Sem perguntas ou questionamentos. Faz parte da nossa política termos 100% dos nossos clientes satisfeitos.

Confiamos nos resultados do Remédio Natural para a sua saúde.

Seja muito bem-vindo à verdadeira nutrição que combate doenças.

Um abraço,

Daniel Amstalden